Ambiente virtual ajuda jovens a socializar e criar laços afetivos

Ambiente virtual ajuda jovens a socializar e criar laços afetivos

Hoje em dia, é impossível pensar em um mundo sem internet. Com tanta tecnologia à disposição, é cada vez mais comum encontrar serviços e relações que nascem no mundo virtual. A construção destes novos tipos de relacionamento se tornou tão comum que o dia 4 de fevereiro passou a ser o Dia do Amigo do Facebook, criado pela própria rede social para celebrar os encontros que aconteceram por lá.

A psicóloga e professora da UNIFACS, Caroline Chacra, enxerga de forma positiva as construções geradas através da internet. Atendendo adolescentes diariamente em seu consultório que lidam com diversas questões – como depressão e transtornos alimentares, os jovens muitas vezes encontram o apoio através de grupos e redes sociais. “A internet conecta gente que está vivendo o mesmo momento. É uma forma de apoio e incentivo mútuo. As redes sociais também se tornaram uma forma de se proteger do julgamento e da pressão social. Relacionamentos virtuais podem ser benéficos no sentido de ajudar a desenvolver habilidades emocionais, sociais e de comunicação”, defende Caroline.

A administradora Samile Nascimento, de 25 anos, sabe bem disso. Ao participar de um grupo exclusivo para mulheres chamado de “Eu aceito, Eu ofereço”, Samile conheceu sua amiga Renata. As duas estavam passando por momentos parecidos em suas vidas pessoais e a internet serviu para que elas se identificassem e começassem um contato. Três anos depois, a amizade já saiu do celular e do computador para a vida real. “Aos poucos, nossa amizade foi crescendo, uma apoiando a outra. Somos pessoas diferentes em alguns aspectos, como o profissional, valores e visões, mas é o diferente que nos atrai e complementa”, afirma Samile.

As diferenças também unem dez amigas espalhadas pelo Brasil que se conheceram na época da extinta rede social Orkut. Através da interação que elas tinham neste ambiente, uma amizade nasceu. Até hoje, onze anos depois, nem todas se conhecem pessoalmente, mas a relação só se fortalece: “O que une as pessoas na internet são os interesses nas mesmas coisas, que é o que diferencia de conhecer alguém pessoalmente, que você vai descobrindo interesses em comum aos poucos. É engraçado que nós dez somos muito diferentes e aprendemos a lidar e rir muito disso”, conta Cátia Nascimento, de 30 anos e única integrante de Salvador no grupo.

Vlady Alves

Assessor de Imprensa, Publicitário, Relações Públicas, Produtor Cultural, Colunista Social e blogueiro. Contatos: (71)99724.8358 / 99302.8703 vladyimprensa@gmail.com/vladyimprensa@hotmail.com

Multimag Comments

We love comments
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *